Buscar
  • Loredana Lacava Andraus

GESTÃO! O ESSENCIAL QUE SE TORNA IMPRESCINDÍVEL EM TEMPOS DE CRISE.

Infelizmente, negócio que não cresce morre e a máxima, hoje, é ainda mais realista!

Eu poderia dizer que se você não tiver uma meta clara, objetivos bem definidos e planos de ação, o seu negócio não ira para frente, mas infelizmente, nos dias de hoje, isso já não basta.

Vemos e veremos nos próximos meses negócios se desfazendo como poeira ao vento, é muito triste, lamentável, economicamente ruim para todos, e era uma situação imprevisível, mas é necessário lidar com um fator de realidade: os primeiros foram os que tinham pouca ou nenhuma gestão profissional.

Sabe-se que a maioria dos pequenos e médios empresários brasileiros tem uma média de caixa de 27 dias, pasmem, o fluxo não suporta as despesas sequer até o final do mês. Também sabemos que, infelizmente, não aprendemos sobre empreendedorismo, gestão e finanças na escola, e tão pouco se ensinam os temas com qualidade nas faculdades. Resultado: Os bons aprenderam com muito suor, sorte e colocando a própria pele em jogo. Porem para a maioria não funciona assim.

Se o desejo for passar pelo momento atual, com a menor quantidade possível de arranhões e quem sabe (o mundo ideal) fortalecidos e prontos para atender a demanda da retomada, é hora de falar de gestão. Para qualquer negócio, segmento, nicho, mercado! Gestão!

Abaixo listo o básico, o óbvio que precisa ser dito, visto e feito, mas que por vezes passa desapercebido:

FOCO EM VENDA E EM CLIENTE! Não existe um único negócio que sobreviva sem clientes e vendas. Vender não é talento é processo e ele deve ser estruturado e treinado. Prepare toda a sua empresa para vender! O cargo de todos os seus colaboradores, a partir de hoje, é de vendedor.

Propósito! Será ele que manterá o empresário no caminho certo, respaldará a tomada de decisão e fortalecerá a cultura do negócio e a retenção de talentos;

Visão: Tenha uma! A Maioria dos empresários com os quais converso trabalham para pagar os boletos do mês vigente, “apagar incêndios” e estão tão presos a operação do dia a dia que são incapazes de dizer o que querem para o seu negócio. Já dizia o grande mestre. Para quem não sabe para aonde vai, qualquer caminho serve”.

Objetivos e Estratégias claras, de curto e médio prazo. Todos devem conhecer e ter os seus e eles devem estar escritório, ter prazos.

Rapidez na tomada de decisão. Será essencial para a sobrevivência de muitos negócios. Os rápidos e precisos serão os que reagirão, errão e corrigirão a rota antes que os demais. Estes estarão um dia a frente e isso fará a diferença.

Tenha indicadores, controle eles “na unha”. Serão eles quem darão as respostas caso os objetivos e estratégias precisem ser ajustadas.

Para o momento atual recomenda-se que os indicadores sejam colocados em pauta com maior frequência, sim, em tempos como o que vivemos aconselha-se o acompanhamento diário ou semanal, coloque em pauta os itens abaixo:

o Lucratividade

o Rentabilidade

o Produtividade

o Turnover

o Conversão

o Ticket médio

O momento também pede que se mantenha atenção nas questões jurídicas, pois a cada dia são apresentadas novas medidas que certamente vão interferir na gestão de pessoas e de caixa.

Por fim, sabemos que todas as linhas de custos precisam ser revistas, avaliadas e negociadas, que deve-se montar projeções considerando diversos cenários, mas não podemos perder o foco em pessoas. Todo negócio é feito de pessoas, por pessoas e para pessoas e elas são seu maior capital, o seu maior recurso e serão o diferencial dos negócios de sucesso no novo mercado que se apresenta. Se pretende investir em algo agora, recomendo que seja nos seus talentos como gestor e nos da sua equipe.



Por Loredana Lacava Andraus

17 visualizações

55 11 5102 4729 

R. Luigi Galvani, 42 - cj 42 - Cid. Monções, São Paulo - SP, Cep 04575-020 - Brasil

©2017 by Connect Flow - LL Gestão Empresarial Ltda.